coaching comportamental 360º

Autossabotagem? Saia dessa!

Autossabotagem? Saia dessa!

1 minuto Você sabia que o Ser Humano tem por natureza, uma grande capacidade de sabotar a si mesmo? Talvez você também tenha o seu jeitinho de fazer isso… indecisão? tolerância? intolerância? arrogância? não dizendo “não”? culpando os outros? nem sempre dizendo a verdade? colocando os outros na frente? não dizendo “sim”? negando para você mesmo? justificando? deixando para depois? Essas atitudes podem estar tão interiorizadas, que você nem percebe. → Comece observando como está se sabotando e assumindo para você mesmo. Depois reflita: Continue lendo

Você costuma ter o controle e domínio de si mesmo?

Você costuma ter o controle e domínio de si mesmo?

4 minutos Algumas coisas na vida são realmente inevitáveis, porém, se não mantermos a calma e nos estressarmos com tudo o que acontece à nossa volta, poderemos acabar doentes, frustrados e com uma enorme dor de cabeça no final do dia. Você pode escolher como vai começar o seu dia e como ele vai terminar, basta entender o exemplo de Stephen Covey, um dos maiores gurus da liderança e produtividade. O Princípio 90/10 de Stephen Covey “Que princípio é este? Os 10% da vida estão relacionados com Continue lendo

Você tem utilizado as palavras certas?

Você tem utilizado as palavras certas?

2 minutos Você tem utilizado as palavras certas para te ajudar a evoluir e atingir seus objetivos? Nesse período que antecede o Natal, mesmo com nossa rotina profissional, ficamos mais sensíveis a sentimentos como união, amor, fé, família, carinho e gratidão. Então, aproveitando este ensejo, quero trazer para você a IMPORTÂNCIA DAS PALAVRAS POSITIVAS e como elas podem nos ajudar a atingir nossas metas. Enquanto vamos crescendo, o nosso “jardim mental” vai sendo formado de acordo com o que ouvimos, com as experiências que Continue lendo

Autoconhecimento para quê?

Autoconhecimento para quê?

3 minutos Publicado na Gazeta de Toledo. As pessoas hoje enfrentam muitas dificuldades, devido não se conhecerem e não saberem dos seus talentos e dos seus pontos limitantes. Por não conhecermos nossas tendências comportamentais, não desenvolvemos a consciência sobre como administrar e utilizar isso melhor e a nosso favor. Dentre essas dificuldades destaco: “delegar adequadamente, ficar nervoso, falta de paciência, saber dizer não, ser muito crítico, estressa facilmente, ritmo de trabalho não compatível, procrastinação, dificuldade em terminar o que começa, em se relacionar com Continue lendo